top of page
  • Blue

O seu Ciclo Circadiano Impacta no seu treino e desempenho Físico

O ciclo circadiano é um mecanismo biológico que regula uma série de processos fisiológicos e comportamentais em um período de aproximadamente 24 horas. Essa sincronização interna influencia o desempenho físico e a capacidade de treinar de forma eficiente em diferentes momentos do dia.

Fases do Ciclo Circadiano e a suas Implicações no Treino:

  1. Fase Matinal: Ao acordar, nosso corpo tende a apresentar maior rigidez muscular e menor flexibilidade. Além disso, ocorre um aumento na produção de cortisol, o hormônio do estresse. Por isso, é recomendado realizar um aquecimento mais abrangente e exercícios de menor intensidade nessa fase, permitindo que o corpo se adapte gradualmente à atividade física.

  2. Fase Vespertina: Durante a tarde e início da noite, a temperatura corporal atinge seu pico, e a força muscular, a resistência e a coordenação motora estão em seus melhores momentos. Essa é a fase mais propícia para atividades físicas mais intensas, treinos de força e exercícios de alta performance. O corpo está mais preparado para lidar com esforços intensos, aumentando as chances de melhorar o desempenho e os resultados.

  3. Fase Noturna: À medida que a noite se aproxima, o corpo começa a produzir melatonina, o hormônio do sono, que auxilia na preparação para o repouso. Realizar treinos extenuantes ou estimulantes muito próximos ao horário de dormir pode prejudicar a qualidade do sono, comprometendo a recuperação muscular e a disposição para o treino no dia seguinte. É recomendado optar por atividades mais leves e relaxantes nessa fase.

Dicas para otimizar o treino segundo o ciclo circadiano:

  1. Conheça seu ritmo: Observe como seu corpo reage em diferentes momentos do dia e ajuste seus horários de treino conforme sua disponibilidade e preferências.

  2. Aquecimento e intensidade: Realize um aquecimento mais completo de manhã e treinos mais intensos à tarde, quando o corpo está mais preparado para o esforço físico.

  3. Recuperação noturna: Evite exercícios extenuantes antes de dormir, priorizando atividades mais suaves e relaxantes para melhorar a qualidade do sono e favorecer a recuperação muscular.

  4. Consistência e escuta corporal: Mantenha uma rotina regular de treino, mas também esteja atento às necessidades do seu corpo. Se estiver cansado ou sobrecarregado, permita-se descansar adequadamente.

Lembrando que cada indivíduo é único, e o ciclo circadiano pode variar entre as pessoas. Consultar um profissional de educação física ou um especialista em saúde pode ser benéfico para ajustar sua rotina de treino de acordo com suas características específicas, maximizando assim os benefícios do exercício físico para o seu bem-estar geral e desempenho físico.

19 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page